Polícia Civil de Uberlândia apreende parte de dinheiro furtado no dia 3
14/09/2021 13:02 em Notícias Gerais

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), por meio da 1ª Delegacia Regional de Polícia Civil, recuperou na sexta-feira, dia 10, um montante de R$ 18.700,00 de um total estimado em R$ 70.000,00 em dinheiro furtado em Uberlândia na sexta-feira, 3 de setembro, na residência de um médico de 52 anos, num condomínio de luxo no bairro Morada da Colina. Dois suspeitos foram identificados e indiciados pelo crime. Eles confessaram o furto. Uma motocicleta, avaliada em R$ 8 mil, adquirida com parte do dinheiro furtado, foi apreendida na ação.

A recuperação do montante e da moto foi feita por uma equipe da 8ª Delegacia de Polícia, comandada pelo delegado Luiz Fernando Lançoni. Logo após serem avisados do furto, os policiais iniciaram a investigação e chegaram ao primeiro suspeito, um rapaz de 18 anos que confessou ter praticado o crime e disse ter comprado uma motocicleta com parte do dinheiro e devolveu o bem. Já o outro envolvido foi preso numa outra diligência feita em conjunto com a Polícia Civil de Buritizeiro cuja parceria foi muito importante para a localização do investigado.

De acordo com o delegado Luiz Fernando Lançoni, o segundo investigado tinha fugido de Uberlândia com destino a Alagoas levando parte do dinheiro. Assim que os policiais civis uberlandenses obtiveram essa pista, avisaram a delegacia daquela cidade e, coincidentemente, durante a conversa entre as partes, durante uma diligência um homem com as mesmas características do foragido foi visto num posto de combustível. Ele foi abordado e com ele havia uma parte do valor subtraído. Policiais uberlandenses foram a Buritizeiro para apreender o dinheiro.

O crime ocorreu no final da manhã de 3 de setembro. O proprietário da residência e familiares estavam viajando e havia somente dois empregados na casa. Nesse dia, conforme foi apurado, havia marceneiros trabalhando na residência e dois deles teriam descoberto um cofre guardado num dos cômodos. Eles esconderam o objeto num saco de lixo e saíram do imóvel, ao término do serviço. Quando a vítima regressou da viagem, na quarta-feira, dia 8, descobriu o furto. “Estamos apurando se há mais envolvidos no crime”, disse o delegado Luiz Fernando.

O delegado salientou que o êxito da investigação foi possível graças ao apoio que a polícia uberlandense recebeu da delegacia de polícia de Buritizeiro. “Fica aqui registrado o agradecimento e nosso elogio a toda equipe da delegada que, prontamente, nos auxiliou”, registrou Luiz Fernando, referindo-se à delegada Thais Guimarães Vilela Gomes da Rocha e aos investigadores Naira Barros e Áquila Silva Martins. De acordo com o delegado, os suspeitos vão responder por furto qualificado com concurso de pessoas e destruição de obstáculo. Ambos vão responder em liberdade por terem sido descobertos já fora de flagrante.

 

                                         Equipe

Equipe que trabalhou no caso: Delegado Luiz Fernando Lançoni. Investigadores: Thiago Lúcio Correia Barra, Fernando Rodrigues Silva, Carlos Humberto de Morais, Jessyka Sousa Peixoto de Deus e Ezequiel Henrique Ferreira Silva.

COMENTÁRIOS