Parceria entre Energisa e Fundo Social Estímulo gera renda a empreendedores mineiros
22/11/2022 10:34 em Notícias Gerais

 Com a oferta de apoio financeiro e capacitação, iniciativa impulsiona o desenvolvimento de pequenas empresas, gera empregos e movimenta a economia

 

 

Com 66 pequenas e médias empresas mineiras beneficiadas, impactando mais de 2,4 mil pessoas direta e indiretamente, o Fundo Social Estímulo, que tem a parceria da Energisa, se consolidou como uma fonte de oportunidades para empreendedores. Lançado em plena pandemia de 2020, a iniciativa oferece apoio financeiro e capacitação totalmente acessíveis a pequenas empresas, alcançando empresários de diversos Estados como Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Santa Catarina e Pernambuco.  

 

De acordo com o diretor-executivo do Estímulo, Fabio Lesbaupin, em 2020 a Energisa fez uma doação de R$ 1,9 milhão para o projeto. Este ano a Energisa mais do que dobrou o valor e investiu mais R$ 4 milhões. “Mais da metade dos recursos foram para as regiões de baixa renda. O resultado foi a geração de renda, manutenção de empregos, a capacitação de empreendedores”, destaca. 

 

Fabio acrescenta que com um índice de adimplência de 97%, o Fundo Social Estímulo “gera um círculo virtuoso”. A pessoa recebe o apoio financeiro e capacitação, que contribuem para a empresa dar resultado, impulsionando a geração de renda e emprego. “Com o pagamento das parcelas o empreendedor devolve o recurso, que volta para o sistema e, consequentemente, beneficia outros empreendedores, fazendo girar a economia local”. 

 

Em Minas Gerais, o projeto já está disponível para 77 cidades atendidas pela Energisa na Zona da Mata e no Sul do estado, como por exemplo Cataguases, Muriaé, Leopoldina, Ubá, Manhuaçu, Extrema e Cambuí. Esse movimento da Energisa/Estímulo gerou 782 empregos, e do total dos recursos disponibilizados, R$ 589 mil foram destinados a empreendedoras mulheres.  

 

“Na visão do Estímulo, o apoio financeiro sozinho não faz milagres e por isso o pilar educação é estratégico. Quase 120 empreendedores passaram por processos de mentoria e capacitação online, cujos professores foram empresários consagrados no cenário brasileiro”, expõe Fabio. 

A proprietária de uma relojoaria de tradição em Cataguases Karine Gonçalves conta que no auge da pandemia viu as vendas do seu negócio caírem e as dívidas acumularem. Até que conheceu o Estímulo e com o apoio financeiro colocou os pagamentos em dia e investiu em novos modelos de produtos, mais acessíveis: “inovamos e começamos a vender pela Internet”. Os resultados foram tão positivos que o negócio mudou de endereço para uma loja maior. As contas estão equilibradas e o foco agora é continuar crescendo. 

A proprietária de uma relojoaria de tradição em Cataguases Karine Gonçalves conta que no auge da pandemia viu as vendas do seu negócio caírem e as dívidas acumularem. Até que conheceu o Estímulo e com o apoio financeiro colocou os pagamentos em dia e investiu em novos modelos de produtos, mais acessíveis: “inovamos e começamos a vender pela Internet”. Os resultados foram tão positivos que o negócio mudou de endereço para uma loja maior. As contas estão equilibradas e o foco agora é continuar crescendo.

 

 


 

 

Totalmente acessível 

O Estímulo é o primeiro fundo social 100% privado e sem fins lucrativos do Brasil, com o propósito de apoiar pequenos empreendedores por meio de recursos financeiros e capacitação.  

Empreendedores podem fazer uma simulação do apoio financeiro no site www.estimulo2020.org, onde estão disponíveis informações sobre os critérios, depoimentos de empreendedores que solicitaram o aporte para investir em seus negócios, canal de dúvidas e muito mais. 

 

COMENTÁRIOS