PRESIDENTE DA FIEMG VEM A MURIAÉ NESTA SEGUNDA-FEIRA, DIA 13
11/11/2017 18:09 em Notícias da Zona da Mata

 Por LUCIANA ARCHETE

Advogada e Jornalista MG19681JP

 

O deputado estadual Braulio Braz é o autor do requerimento para realização da audiência pública para discutir a aplicação da Lei 22.111, de 2016, que implantou o polo regional, além de discutir políticas públicas para estimular a piscicultura ornamental.

“Desde que foi oficializado, o polo não recebeu repasses, nem auxílio do governo estadual. É de extrema importância o auxílio do governo para a ampliação e valorização do setor em nosso Estado”, afirmou Braulio Braz. De acordo com o artigo 1º da Lei 22.111, o polo é integrado pelos municípios da Zona da Mata onde são realizadas atividades voltadas para o desenvolvimento da piscicultura ornamental.

A convite dele estarão, também em Muriaé, Amarildo José Brumado Kalil, secretário adjunto de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, representando Pedro Cláudio Coutinho Leitão, secretário de Estado; o deputado federal, Renzo Braz, Marcelo Silva Moura, médico veterinário e assistente técnico Defesa Animal da Coordenadoria Regional de Viçosa do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), representando Thales Almeida Pereira Fernandes, diretor técnico  e Glênio Martins de Lima Mariano, presidente da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais – Emater.

Também virá a Muriaé Olavo Machado Júnior, presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais - Fiemg e presidente do Conselho Deliberativo do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas - Sebrae Minas.

A confirmação da presença foi feita pela Assembleia Legislativa de Minas em seu portal de notícias.

 

COMISSÃO CONTRA FECHAMENTO DA UNIDADE DO SESI QUER REUNIÃO

 

Uma comissão de usuário da unidade do SESI em Muriaé vai tentar uma reunião em separado com o presidente da Fiemg, Olavo Machado Júnior, para solicitar que a federação não encerre suas atividades na cidade.

 

O encontro não está confirmado, mas moradores dos bairros Safira, Planalto e Cerâmica já se mobilizam para uma conversa com o presidente da Fiemg.

COMENTÁRIOS